Idealizadora

Daniela Gonçalves possui 21 anos de experiência nas áreas de Recursos Humanos, Treinamento e Desenvolvimento Organizacional de empresas multinacionais de grande porte como TAM/LATAM Airlines Group e Nestlé.

Graduada em Administração de Empresas, possui MBAs em Elaboração de Projetos, Análise Econômica, Gestão Empresarial e Mercadológica, além de dezenas de certificações nacionais e internacionais nas áreas de fatores humanos, sistemas de gerenciamento de riscos e gestão de pessoas.

Apaixonada por desenvolvimento humano, possui vivência acadêmica como Coordenadora de Gestão de RH e Docente de Pós-Graduação, MBA Executivo e Cursos Livres.

Pensando na transformação da sociedade, apoia projetos que tenham sinergia entre Universidades e Empresas e Ações sociais. Contribui com a Indústria e Academia atuando como Palestrante, Articulista, Mentora de carreira e liderança.

Sua trajetória profissional no segmento aeronáutico vai de estagiária a head de um programa global de capacitação, tendo sido pioneira na gestão dos treinamentos da área de Fatores Humanos da maior empresa aérea da América do Sul. Ali construiu uma história de aprendizados e superações, acumulando em sua bagagem a experiência de ser expatriada para o Chile, onde neste período liderou equipes multiprofissionais em ambientes geograficamente dispersos, relacionando-se com diferentes culturas e suas particularidades. Integrou projetos que envolveram transformação de cultura pós fusão e foi responsável por estabelecer padrões e diretrizes corporativas à países da América do Sul, Estados Unidos e Europa. Seu legado pode ser resumido em números: 40.000 colaboradores treinados de 18 nações e seus territórios, com o apoio de 150 facilitadores formados durante os últimos 03 anos de sua gestão.

Em 2017 fez transição de carreira (¹) e idealizou a VERAQUE. A seguir, temos um breve resumo da inspiração usada no processo de criação desta consultoria, narrado pela própria Daniela.

“Quando idealizei a minha Consultoria de T&D, pensei em um nome curto, diferente e que fosse considerado transversal a qualquer segmento, estrutura, cultura ou core business e, de preferência que estivesse embasado em alguma HABILIDADE a qual considero VETOR DE EVOLUÇÃO HUMANA E TRANSFORMAÇÃO DA SOCIEDADE. Eis então que surge a VERAQUE, que do latim, se traduz aos demais idiomas como EMPATIA – popularmente definida como a capacidade de se colocar no lugar do outro.

Com base em experiências de vida pessoal, conexões profissionais realizadas pelo mundo e estudos relacionados ao tema, acredito que a empatia seja uma crescente e inevitável evolução humana, e possa ser considerada como suporte para qualquer tipo de relacionamento em uma sociedade colaborativa. Ao incorporá-la em estratégias e políticas empresariais, por exemplo, os modelos de negócios tendem a se tornar mais duradouros, uma vez que as pessoas começam a ser ouvidas, compreendidas e desenvolvidas. Com isso, a empatia norteia nossas ações, agrega valor às relações e propicia tangibilidade aos resultados.”

 

¹ Para acesso completo ao perfil profissional, clique sobre a foto da idealizadora.